Posted on Deixe um comentário

Quem disse que o plástico é o vilão?

plástico reciclado

Conheça algumas peculiaridades do material e como ele pode ser reutilizado


Hoje em dia, muito se fala a respeito de sustentabilidade. Isso é muito justificável e um tema importantíssimo para todos, para os consumidores e também para as empresas.

É fato que o mundo tem sofrido com a falta de políticas ambientais, e a poluição é uma questão agravante nas grandes cidades, o que nos faz repensar nossos atos de consumo e de descarte de certos itens.

Dentre os holofotes dessa temática, o plástico é um dos principais materiais que tem sua utilidade e reutilização discutidos. A grande questão é que muitas das informações que circulam sobre o plástico e seu impacto ao meio ambiente nem sempre estão corretas ou muitas vezes não são bem interpretadas.

Criou-se um falso mito de que o plástico é o maior vilão do meio ambiente e seu uso está diretamente associado com a poluição e destruição da natureza, mas o que muitos esquecem é que o problema não está no uso do material, mas sim em seu descarte incorreto.

Para acabar com esse tipo de falácia, vamos entender um pouco mais sobre o material e como devemos usá-lo e re-usá-lo. 

Quem polui é o plástico?

Esse é uma questão importante de ser levantada. A faca, por exemplo, ela que machuca as pessoas? Ou são as próprias pessoas que fazem isso?

A responsabilidade pela poluição de rios, matas e mares deve ser direcionada aos reais culpados, ou seja, as pessoas que fazem um descarte totalmente incorreto do material, prejudicando assim o meio ambiente, a comunidade de entorno e até mesmo a economia, já que a reciclagem do plástico é uma importante engrenagem para a indústria.

Acabe com essa idéia de que o plástico é o vilão

O plástico é um item fundamental para a nossa época. Hoje em dia, só temos a praticidade e a abundância de coisas por conta justamente do uso do plástico, esse que vai desde as embalagens alimentares até mesmo a produção de órgãos artificiais.

Para que você possa ter uma ideia, o plástico embala mais de 90% dos alimentos, sendo um importante aliado para a logística desses, tornando seu acesso mais prático e diminuindo e muito o desperdício destes.

Na agricultura, ele auxilia no aumento de quase 30% na produção, e diminui o uso de defensivos agrícolas em quase 65%, além de ajudar na economia de água.

A reciclagem do plástico

Como podemos entender, o plástico é essencial para a sociedade como a conhecemos hoje, e se queremos resolver os problemas que envolvam o uso do plástico, a solução não é a exclusão do seu uso, mas sim a sua reutilização!

É necessário estar engajado com a coleta seletiva e cobrar os administradores públicos para que as políticas de reciclagens sejam incorporadas nos municípios.

O polipropileno, por exemplo. Ele é um dos tipos de plástico que mais é utilizado no cotidiano das pessoas, e a reciclagem dele é uma das práticas que mais vem crescendo.

Além de ser um mercado que ajuda a movimentar a economia e dar renda para centenas de famílias, a reciclagem do material também traz uma série de benefícios para a indústria que a incorpora. São algumas das vantagens:

  • Custos de matéria prima reduzidos;
  • A indústria ganha um material versátil que tem diversas aplicações;
  • Preservação ambiental e etc.

O processo de reciclagem do polipropileno acontece quando o material é exposto à altas temperaturas, dessa forma, ele se torna muito maleável e pode ser facilmente transformado em outros produtos.

Desta forma, é possível utilizar uma material prima renovável para produzir produtos de qualidade alta, com consciência ambiental e com uma considerável economia de recursos.

Consciência ambiental é A PALAVRA

O plástico está longe de ser um “vilão” como pintam. É um dos materiais mais presentes em nossas vidas e é aquele que nos ajuda diariamente.

Sendo assim, a reciclagem dele é um assunto de super importância e que deve ser considerado por todas as empresas e pessoas.

Veja abaixo, o que a Real SC tem feito pela reciclagem plástica

infografico real sc reciclagem plástica
Deixe uma resposta