Posted on Deixe um comentário

Como criar a identidade visual da minha marca?

Dicas para não errar na hora de compor os elementos da sua marca

Você sabe o que é identidade visual?

Bom, basicamente se trata do conjunto de elementos visuais e estéticos que formam a sua marca. Ou seja, na hora de compor uma identidade visual, você deverá escolher elementos como cores, texturas, formas, tipografias, símbolos e tudo que remeterá à sua marca, de modo a criar uma contexto que a diferencie das demais e atraia público.

A importância de uma identidade visual bem composta é enorme. É exatamente a partir dela que se consegue atrair novos públicos, criar identificação deles com a marca, se diferenciar dos concorrentes, certificar a origem dos produtos e reforçar sua posição para com os consumidores.

Aqueles que levam essa tarefa a sério e buscam ter uma identidade visual completa, são aqueles que terão uma empresa diferenciada e pronta para a concorrência de alto nível no respectivo mercado de atuação.

Se você gostaria de entender mais sobre como compor a identidade visual de sua marca, siga com sua leitura. Abaixo, elucidaremos alguns itens essenciais para sua análise na hora da criação de sua marca, de modo que eles lhe ajudarão no processo de consolidação de no mercado

Confira!

Cases de sucesso: o que podemos tirar deles?

Repare bem nas grandes marcas. O que empresas como a Apple, Visa, Google, Facebook ou McDonald’s tem em comum?

A resposta é fácil: simplicidade e elegância em sua estética.

Claro que uma marca não é composta apenas desses dois elementos, porém, partindo deles é possível se criar uma marca coesa e que transmite bem o que é desejado.

Qual o meu público?

Essa pergunta é de suma importância, e deve ser feita para diversas tarefas, não só na criação da identidade visual da marca.

O público é o elemento central da sua empresa, é por conta dele que tudo existe e por isso é de suma necessidade conhecer bem quem ele é.

Dessa forma, pesquise, pesquise ao máximo para descobrir quem é o seu público.  Busque na internet sobre o seu segmento, dados da concorrência, pesquisas feitas por sindicatos ou institutos de pesquisa e tenha em mãos o máximo de informações para entender quem é o seu consumidor.

A partir da coleta desses dados, crie uma persona. Ou seja, um perfil psicográfico para que se possa entender bem os valores, preferências e costumes desse cliente.

Atribua à persona todas as suas características ficcionais, como idade, região onde mora, hábitos de consumo e etc.

Design

Identificação com o público, posicionamento de marca e diferencial. Essa é a tríade necessária para compor a sua marca.

A partir disso e sabendo o que a sua empresa quer passar, agregue valores ao design, como aconchego, pertencimento, sensualidade. A partir dos produtos ou serviços oferecidos, você deve informar de maneira estética qual o principal elemento que define a sua marca.

Simples e direto

A simplicidade é um dos principais atributos quando falamos em criação de marca. Dessa forma, não exagere.

O minimalismo está cada vez mais em alta e tem conquistado um grande espaço de mercado. Formas simples, cores chapadas, slogans curtos e diretos. Isso é o que tem sido usado pelas marcas de sucesso e pode combinar com a sua também.

Originalidade

Mesmo tendo os cases de sucesso como inspirações, não deixe que eles te influenciem demais. Busque o máximo de originalidade possível, faça algo novo e único para a sua marca.

Os clientes captam essa mensagem e entendem que a empresa é realmente adepta da inovação, e dessa forma depositam a sua confiança nela.

Criar uma marca que una em si mesma todos os elementos importantes de uma empresa não é tarefa fácil. Porém, com criatividade, estudo e disposição é perfeitamente possível ter em mãos uma identidade visual que represente todos esses elementos e transmita-os aos consumidores.

Deixe uma resposta