Posted on Deixe um comentário

Em quê se transforma o plástico reciclado?

Entenda como acontece o processo de reciclagem e os seus resultados


Você sabia que muitos produtos que utilizamos no dia a dia são reciclados? Isso mesmo, e esses itens que passaram pelo processo de reciclagem possuem um símbolo que indica isso, devidamente de acordo com o tipo de plástico do qual eles são produzidos. Assim você consegue identificá-los.

A qualidade do plástico reciclado é tão boa que poucos conseguem identificar que determinado produto passou por esse processo. Mas como acontece a reciclagem? Você já se perguntou isso?

Normalmente, o processo de reciclagem do plástico se dá através de três diferentes etapas:

Coleta e separação: momento onde é feita a separação dos resíduos seguindo o tipo do material;

Revalorização: nesta etapa, com o material já separado, ele é submetido a um processo que permite que ele volte ao seu estágio de matéria-prima;

Transformação: essa é a fase que a matéria prima gerada no estágio anterior é transformada em um novo produto;

São os três processos fundamentais em todo procedimento de reciclagem de embalagens plásticas, e agora que sabemos quais são, é interessante entender com maior profundidade a transformação de materiais. 

Referente a isso, também temos três diferentes tipos de reciclagem e que geram produtos distintos, cada um com seus benefícios. Vejamos quais são:

Reciclagem Mecânica

Este é o método de reciclagem considerado o mais comum de todos. Nele, o objetivo é transformar o material plástico (tanto aqueles que vierem de sobra industrial, virgens do processo produtivo, ou mesmo aqueles que foram jogados fora pós-consumo, onde é feita uma recuperação através da coleta seletiva) em grânulos bem pequenos, que podem ser usados na produção de novos materiais, tais como:

  • Mangueiras;
  • Peças de automóveis;
  • Pisos;
  • Sacos de lixo;
  • Embalagens não-alimentícias.

O modo de funcionamento do processo já é bem popular entre aqueles que conhecem o mundo da reciclagem. O primeiro estágio se dá pela coleta de plástico descartado, podendo advir de catadores, associações cooperativas ou mesmo pelo poder público.

Após isso, nos locais devidos ocorre a separação, triagem para separar os tipos distintos de plástico e a higienização, com o objetivo de tirar restos de sujeira dos conteúdos. Depois de tudo isso, é produzido o plástico granulado.

 Reciclagem Energética

Esse modelo de reciclagem se dá na utilização de tecnologias que permitem a transformação do plástico em energia, elétrica e térmica.

Esse processo acontece por incineração, e permite aproveitar o poder calorífico do item armazenado nos plásticos em questão. Além disso tudo, esse tipo de procedimento de reciclagem também oferece a oportunidade de utilização de plásticos como combustível.

A reciclagem energética é muito importante, já que ela cria matrizes novas de energia e oferece ótimos benefícios aos municípios, aliviando muito o peso que envolve a questão do lixo urbano.

Reciclagem Química

Este é, sem dúvidas, o modelo mais elaborado de reciclagem química, e se consiste no reprocessamento do material plástico para transformá-lo em materiais petroquímicos básicos, utilizados como matéria prima para a criação de produtos de alta qualidade.

Se compararmos a reciclagem química com aquela feita de forma mecânica, observamos que ela tem uma maior flexibilidade sobre a composição, também sendo mais tolerante a impurezas, ou seja, não exige a realização de uma triagem tão minuciosa assim.

Porém, vale mencionar que o modelo químico é mais caro e necessita grandes níveis de plástico para que seja realmente viável.

E no quê o plástico reciclado se transforma?

Depois de passar por esses processos citados aqui, em alguma coisa o plástico deve virar, certo? Isso mesmo, e o número de produtos e itens que é possível fazer a partir do material reciclado é infindável, quase como uma matéria prima virgem. 

Conheça no que pode se transformar:

  • PET: tecido, vassouras, fibra de carpete, embalagem para produtos de limpeza e acessórios diversos;
  • PEAD: Frascos para produtos, óleo para motor, conduítes, tubulação de esgoto;
  • PVC: Tubulação de esgoto, cones de tráfego, mangueira de jardim, cabos;
  • PEBD: Envelopes, filmes, sacos, sacos de lixo, tubulação para irrigação;
  • PP: Caixas, bandejas, embalagens diversas, vassouras, escovas.

A Real SC possui compromisso com a ecologia e a preservação ambiental, e por isso, trabalha firme para diminuir o impacto do plástico no meio ambiente. Trabalhamos com reciclagem plástica, transformando grandes quantidades de PEBD, PEAD, PP em produtos de alta qualidade.

Venha conhecer o nosso trabalho, comente abaixo e vamos conversar!

Deixe uma resposta